Puerto Natales e Torres del Paine – Parte 1

Puerto Natales e Torres del Paine, 20 a 23 de dezembro de 2011.

 

De volta ao Chile, acho que já perceberam o quanto gostamos de lá. As pessoas são muito educadas e tudo no Chile parece ser mais gostoso. Logo que cruzamos o Estreito de Magalhães em direção a Puerto Natales começamos a avistar algumas fazendas com placas de precaução, pois eram campos minados. Para nós, isso é coisa nova!!

Peligro!

Passamos por uma vila fantasma, coisa de filme, grandes casarões abandonados com as janelas quebradas, dois barcos grandes se deterioram à beira mar. Os turistas que passam por ali param curiosos, se perguntam o que aconteceu, fotografam e seguem, assim como nós.

Vila Fantasma - Patagonia Chilena

Barco fantasma - Patagonia Chilena

Cozinha Fantasma - Patagonia Chilena

Barco Fantasma - Patagonia Chilena

Interior do depósito fantasma - Patagonia Chilena

No caminho paramos para dormir em Laguna Blanca no posto do simpático Luis, um jovem senhor que nos recebeu muito bem, comemos uma sopinha deliciosa e tivemos agradáveis conversas. Luis viveu alguns anos em São Paulo e em busca de uma vida tranquila, construiu ali o seu paraíso de sossego.
Puerto Natales é uma cidade pequena, turística, com diversos bares e restaurantes bem transados. Lá ficamos na pousada Coloane, uma pousada muito confortável e tivemos momentos agradáveis com o dono Juan. Conhecemos também um casal de alemães, que nos deram a honra de assisti-los dançar salsa com sorriso no rosto e muito desinibidos, essa não é bem uma atitude que esperariamos de alemães, mas assim é a vida, sempre surpreendendo.
Torres del Paine… uma vez alguém nos disse para não perdemos nosso tempo em conhecer este lugar, mas esta mesma pessoa também disse que se decepcionou com o Rio de Janeiro. Foi ai que percebemos que sua visão de lugares interessantes e atraentes é bem diferente da nossa… Rio de Janeiro continua lindo e acreditamos que Torres del Paine também.

Vista do Lago Sarmiento - Torres del Paine

E realmente é espetacular. Nem havíamos chegado ao parque e já estávamos maravilhados na primeira parada do lago Sarmiento, um tom azul esverdeado lindo, diferente da cor de todos os lagos que já havíamos encontrado. E lá no fundo aquelas maravilhosas montanhas.

De longe - Torres del Paine

O percurso do parque é de aproximadamente 60 kilometros, com várias paradas para apreciar a região, as Torres, e o que adoramos foram os Cuernos del Paine, tem também algumas trilhas para chegar mais próximos dos melhores mirantes. Lagos, glaciais, montanhas, cachoeiras e jardins naturais espetaculares, impossível não gostar.

Los Cuernos del Paine

Torres del Paine

ouhh... baby... yeah!

Antes de voltar para o Ushuaia, resolvemos dar uma passadinha em Punta Arenas para visitar um cemitério, mas não é qualquer cemitério, este há muitos anos vem cultivando ciprestes e podando-os milimetricamente com tanta perfeição em forma de… pepino, ou outras coisas que você possa associar a esta forma. Muitíssimo interessante.

Cemitério de Punta Arenas

Arvore curvada pelo vento na Patagonia chilena

Uma resposta

  1. as fotos estão muito bem batidas, parecem até cartão postal.que lugares lindos hem!!!!!da gosto de ver isso tudo. bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: