Canela e Gramado

Canela  e Gramado, 5 a 7 de agosto de 2011.

Canela

Canela é uma cidade bastante charmosa que oferece várias atrações. Primeiro vale a pena passear pela cidade, ver a arquitetura bavariana, a organização dos jardins e das lojas, entrar nas lojas de chocolate e ficar entorpecido pelo cheiro. A Caracol produz chocolates divinos, sendo que um deles parece uma bolachinha que em cima tem pedacinhos de frutas secas, amêndoas e nozes, cada mordida é um novo sabor. No centro da cidade tem uma imponente igreja de pedra que durante a noite possui uma iluminação especial que muda de cor a cada 2 minutos entre verde, azul, amarelo e vermelho (macabro).

Catedral de Canela

Existem vários parques de aventura na região, com cavalgadas, rapel, passeios de quadriciclos e tirolesa. Um deles é o Parque Estação Verde, no qual fizemos uma tirolesa de 540 metros com o custo de R$35,00. Dizem que é um dos maiores do Brasil, mas é bem tranquilo, podem arriscar sem medo,  o legal é que você vai deitado de frente com os braços abertos tipo superman e, no meio do caminho, você ainda aprecia a serra e toda a paisagem em torno, pena que acaba rápido. Segundo a Hanna as tirolesas que seu pai fazia quando ela era criança eram mais emocionantes.

Julio na Tirolesa do Superman

Outro parque que fomos visitar é o Parque das Sequóias, achamos interessantíssimo,  você também vai adorar caso seja um amante da natureza. Nos anos 50 um casal resolveu reflorestar a área com espécies de pinus, sequóias, cedros, entre outras de diversos lugares do mundo. Para a visitação, você recebe um catálogo com a descrição dessas espécies. Cada árvore tem um código que você encontrara facilmente no catálogo, mas melhor do que conhecer espécies diferentes é sentir o cheiro, poder tocar e sentir as diferentes texturas. Para nós, que estamos acostumados a fazer trilhas em meio a mata nativa, este parque se demonstrou um ambiente muito diferente. Tem até uma mini floresta negra e árvores que são consideradas o último exemplar vivo do planeta. Infelizmente algumas árvores do parque foram derrubadas pelo tornado a pouco tempo atrás e alguns trechos da trilha foram bem atingidos, esperamos que logo consigam recuperar estas áreas.

Hanna e a Sequóia

O Parque do Caracol é imperdível, a cascata do Caracol é maravilhosa, pena que não deu pra descer até o pé da cascata, pois a escadaria (de 900 e cacetada de degraus) estava em manutenção. Tem um espaço muito legal com churrasqueiras e mesinhas para os visitantes aproveitarem para passar o dia. No meio do parque tem uma graciosa casinha com alguns animais empalhados como gato do mato, porco espinho, raposa do mato, entre outros, além de um mostruário de diversos tipo de madeiras nativas.

Cascata do Caracol

Para comer, o Luiz e a Lara nos levaram no Empório Canela, um local muito aconchegante que  possui pratos com carnes, risotos, sanduiches, bolos, cafés, objetos de decoração e livraria com sebo. O local é de super bom gosto e com preços muito acessíveis. Comemos um aperitivo delicioso que se chama provoletas, são pequenas rodelinhas de provolone levemente aquecidos cobertos com tomate seco picadinho com rúcula e temperinhos, o provolone fica macio e saboroso.

Gramado

Em Gramado passamos pouco tempo na cidade pois é a semana do festival de cinema. A cidade está completamente lotada, com muitos carrões de luxo, peruas e mauricinhos desfilando pela cidade e fotógrafos atrás dos artistas que participando festival.

Festival de Cinema de Gramado

Visitamos o Templo Budista Chagdud Gonpa Khadro Ling que fica em meio a um vale distante da civilização, não tem como deixar de sentir uma sensação de paz. Os jardins ao redor dos templos são bem elaborados. Lá, encontram-se vários cachorros andando solto, aparentemente muito bem alimentados. O que achamos estranho foi a segurança ao redor dos templos, com várias câmeras e identificação na portaria. Em 2009 estivemos em outro templo em Foz do Iguaçu e não tinha metade da segurança que encontramos nesse. Alguém já havia nos comentado que os manuscritos trazidos a este templo são alguns dos ensinamentos mais importantes do budismo, e lá realmente confirmaram que estes manuscritos trazidos para o ocidente são uma honra para o Brasil. Acreditamos que devido aos conflitos do Tibet com a China eles foram trazidos pra cá para poderem ser preservados caso algo aconteça. O que achamos legal desta religião é que eles não tentam te extorquir e nem tentam vender um pedacinho no céu, além de respeitarem todas as formas de vida, inclusive as formigas. A Hanna até se emocionou, pois eles fizeram várias proteções nas calcadas para dar passagem as formigas, para quem não sabe ela ama formigas.

Templo Vermelho

 

Não pise nas formiguinhas!

 

Para todos os adultos e crianças, não deixem de ir no Mundo a Vapor, lá você vai acompanhar parte das grandes descobertas da engenharia mecânica no século passado. Como era feito a geração de energia na época até os tempo atuais, produção de papel, olaria, moinhos, café, bilhetes de trem e até relógio a vapor tem lá (um de dois exemplares existentes no mundo), entre outros, tudo através de pequenas maquetes que traduzem a realidade. Cada máquina em funcionamento tem um instrutor que explica detalhadamente como funciona. É impressionante ver todas aquelas maquininhas trabalhando.

Mundo a Vapor

Não podemos deixar de agradecer a estadia da Lara, do Luis e da Luiza, vamos sentir muita falta dessa família tão querida e dos bolos deliciosos que a Lara faz.

Luiza, Lara e Luiz!

Anúncios